Unicamp abre período para pedido de isenção da inscrição para o Vestibular 2018

Pronto para pagar quase 200 contos na taxa de inscrição do vestibular da Unicamp? Não? Então vai preparando seus documentos porque começou o período para pedido de isenção de inscrição da Comvest 2018.

Para poder solicitar a isenção de taxa, o candidato precisa obrigatoriamente morar no estado de São Paulo e pertencer a pelo menos um desses três grupos abaixo:

  • candidato com renda familiar de até 1.300,00 reais por pessoa e ter feito o ensino médio em escola pública (até 6.660 mil candidatos serão atendidos);
  • candidato funcionário da Unicamp (até 100 candidatos);
  • candidato aos cursos noturnos de licenciatura (não há limites de vagas).

Os cursos de licenciatura disponíveis são: Ciências Biológicas, Letras, Licenciatura Integrada em Química/Física, Matemática, Física e Pedagogia.

A inscrição é feita exclusivamente pelo site da Comvest; os documentos, listados logo abaixo, precisam ser enviados pelo correio até o dia 24 de maio, cópias de frente e verso:

  • Documento de identidade (RG ou RNE);
  • Histórico Escolar do Ensino Médio;
  • Conta de energia elétrica recente (ano de 2017).

A lista de contemplados com a isenção vai ser divulgada no dia 28 de julho, quando os contemplados também vão começar a receber exclusivamente por e-mail o comunicado oficial de que foram beneficiados.

Essas (e outras mais) informações estão disponíveis no Edital de Isenção 2018 e está tudo lá no site da Comvest. Se você tem interesse no vestibular da Unicamp, fique ligado! Vou postar aqui tudo que eles divulgarem e te ajudar a se organizar nessa! \^-^/

Não importa se formos fazer vestibulares diferentes, porque #VamosPassarJuntos!

Onde baixar os livros de leitura obrigatória dos vestibulares

Aqui na minha cidade a biblioteca pública fica num lugar maravilhoso, espaçoso, calmo, bonito, mas longe de doer. Fica exatamente no canto da cidade onde o vento faz a curva. Por isso estou considerando seriamente baixar os livros de leitura obrigatória da lista da Fuvest.

Uma boa parte dos livros de leitura obrigatória já estão em domínio público, o que significa que podemos baixar livremente pela internet. Sites como o da Biblioteca Nacional, o da Universidade da Amazônia e o da Biblioteca Virtual do Estudante Brasileiro (da USP) têm as obras que precisamos (e também livros em domínio público do mundo todo, como A Divina Comédia, por exemplo).

Abaixo a lista de obras do vestibular da Fuvest de 2018 com links para baixar (apenas os que estão em domínio público):

Iracema – José de Alencar;

Memórias póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis;

O cortiço – Aluísio Azevedo;

A cidade e as serras – Eça de Queirós;

Vidas secas – Graciliano Ramos;

Minha vida de menina – Helena Morley;

Claro enigma – Carlos Drummond de Andrade;

Sagarana – João Guimarães Rosa;

Mayombe – Pepetela.

No Brasil, os direitos autorais de um escritor duram 70 anos a partir de 1º de janeiro do ano seguinte à morte deste, então se você achou na internet Vidas secas, Minha vida de menina, Claro enigma, Sagarana e Mayombe (essa é angolana, mas não está em domínio público), tenha certeza de que é conteúdo protegido por direitos autorais e sua reprodução gratuita é ilegal. Nesses casos, eu prefiro comprar os livros, que geralmente são baratinhos (principalmente em sebos), ou alugar numa biblioteca.

 


Lista de livros de leitura obrigatória de outras universidades

Ainda sobre o tema, vale lembrar que já faz um tempinho que a Fuvest, a Comvest (da Unicamp) e as PUCs não fazem mais uma lista unificada de livros para leitura obrigatória. Isso significa que, enquanto a Fuvest divulga com antecedência listas válidas para três anos consecutivos, a Comvest e as PUCs divulgam suas listas apenas no ano do vestibular em questão.

É comum que a lista de livros do vestibular da Unicamp seja enorme, porém diversificada nos estilos, enquanto a PUC tenha uma lista com menos da metade. Nos últimos anos a USP incluiu na sua lista obras de escritores africanos; já a UFPR tem textos de sociologia e filosofia em sua lista; a UFBA incluía filmes até o vestibular de 2013 (não sei os mais recentes); e por aí vai.

Isso de cada federal ter sua própria lista de livros complica a vida de quem quer prestar vestibular para mais de uma instituição, mas também obriga o vestibulando a ser direto na hora de traçar seu objetivo. Como se preparar para um vestibular é algo difícil, desgastante, ter o objetivo claro logo no começo vai te ajudar a aproveitar melhor seu tempo de estudo e, por consequência, seu aproveitamento disciplinar.

Enfim, assim que as outras universidades tiverem seus livros divulgados vou fazer um novo post listando tudo aqui. Pode ser que você que está lendo não queira a USP, mas alguma federal de outro estado, mas isso não muda o fato de que #VamosPassarJuntos!